a arte de perder | Elizabeth Bishop

“‘Não sou o autor’ são textos que não escrevi e vídeos que não produzi, mas que gostaria de ter sido o autor.
Deixo-os aqui registrados para que eu possa ler novamente em algum momento no futuro.”

a arte de perder | Elizabeth Bishop

Não é tão difícil dominar a arte de perder.
Tanta coisa parece preenchida pela intenção de ser perdida.
Que sua perda não é nenhum desastre.

Perca alguma coisa todo dia.
Aceite a novela das chaves perdidas, a hora desperdiçada.
Aprender a arte de perder não é nada.

Exercite-se perdendo mais, mais rápido, lugares e nomes.
E para onde mesmo você ia viajar?
Nenhum desastre.

Perdi o relógio de minha mãe.
E olha a minha última e penúltima casas ficaram para trás.
Não é difícil dominar a arte de perder

Perdi duas cidades adoráveis.
E mais ainda alguns domínios, propriedades dois rios, um continente.
Sinto sua falta. Mas não foi um desastre.

Até mesmo perder você ( a voz rosada, o gesto que amo) não posso mentir.
É claro não é tão difícil dominar a arte de perder apesar de parecer, pode escrever, desastre.

Ouça este poema na voz do jornalista Pedro Bial:

Fonte vídeo: https://globoplay.globo.com/

SOBRE O AUTORA:

Elizabeth Bishop foi uma autora americana, considerada uma das mais importantes poetisas do século XX a escrever em língua inglesa. Wikipédia

Compartilhe

About the Author: Rafael Stein

Rafael Stein é pai da Maria Clara e do Francisco, autor do cartasparamaria.com.br no qual escreve cartas e bilhetes para que seus filhos leiam no futuro, coautor do livro "Luto por perdas não legitimadas na atualidade", voluntário na Casa Paliativa, membro do projeto Luto do Homem.

Categorias

Mec

Posts Relacionados