bilhetes | Tiago Iorc

“‘Não sou o autor’ são textos que não escrevi e vídeos que não produzi, mas que gostaria de ter sido o autor.
Deixo-os aqui registrados para que eu possa ler novamente em algum momento no futuro.”

bilhetes | Tiago Iorc

Um tiro à queima roupa
Outra cicatriz
Senti a dor a pele
Por tudo que eu não fiz
O aperto aqui no peito
Me roubou o amanhecer
Eu dei meu melhor

Tem dias que parece
Que não vou conseguir
O medo me persegue
Me impede de sentir
Eu só quero amar direito
E ser tudo que eu puder
Seja o que for
Venha o que vier

E se caso for
Eu posso esperar
A chuva passar
Pra tudo recomeçar

Nenhuma dor é pouca
Nos erros aprendi
Na vida, sempre louca
Amar é decidir
E cada nova escolha
É o que precisa ser
Nem sempre o melhor

Às vezes não tem outro jeito
O jeito é seguir
Lembrar que o que me fere
Também me faz sorrir
Escrevo em um bilhete
Ame tudo que puder
Seja o que for
Venha o que vier

E se caso for
Eu posso esperar
A chuva passar
Pra recomeçar

E se caso for
De ter que esperar
A chuva se vai
Pra tudo recomeçar
Tudo recomeçar

Tudo vai recomeçar
Tudo vai recomeçar
Tudo vai recomeçar
Tudo vai recomeçar

Ouça este música na voz de Tiago Iorc:

SOBRE O AUTOR:

Tiago Iorc

Compartilhe

About the Author: Rafael Stein

Rafael Stein é pai da Maria Clara e do Francisco, autor do cartasparamaria.com.br no qual escreve cartas e bilhetes para que seus filhos leiam no futuro, coautor do livro "Luto por perdas não legitimadas na atualidade", voluntário na Casa Paliativa, membro do projeto Luto do Homem.

Categorias

Mec

Posts Relacionados