Cartas para Maria | Rafael Stein

Era um sábado e eu estava com as crianças em Serra Negra. Enquanto passeávamos pela cidade fomos cercados por um grupo de motoqueiros:

Maria: Papai, você lembra que eu tinha medo do barulho da moto.

Eu: Lembro sim filha.

Maria: Eu chorava quando ouvia o barulho da moto.

Francisco: Eu não tinha medo.

Eu: Sério filho?

Francisco: Sim, eu sou um meninão (sorrindo).

 

Compartilhe