Maria,

hoje faz 1 mês que a mamãe virou estrelinha. A sensação que eu tenho é que a mamãe vai aparecer a qualquer hora. Eu me pego falando com ela pedindo a opinião, pedindo ajuda e logo em seguida me lembro de que ela não vai voltar, que agora será assim e teremos que nos acostumar e nos adaptar com a ausência.

Você vai sentir falta, vai sentir necessidade de chorar e não há problema nenhum … eu ainda choro todo dia de manhã, antes de vocês acordarem, enquanto preparo o café ou tomo banho. É quando me deparo com a realidade, com a falta dela.

Em seguida lembro das coisas que temos que fazer durante aquele dia, você e Francisco acordam, me abraçam e me dou conta que não estamos sozinhos, que cada um de nós tem um pouquinho dela e que ela continuará sendo o que sempre foi para nós. Continuaremos a rir daquilo que nos fazia rir juntos.

Afinal, porque a mamãe estaria fora de nossos pensamentos, agora que está apenas fora de nossa visão?

A mamãe não está longe, apenas está do outro lado do Caminho…

E nós que ficamos, seguiremos em frente, pois a vida continua, linda como sempre foi.

Faz 1 mês e ainda temos o resto da vida pela frente.