“‘Outras Cartas’ são textos escritos por amigos. Deixo-os aqui registrados para que Maria Clara e o Francisco possam ler em algum momento no futuro.”

Maria e Francisco,

Hoje acordei para amamentar o Léo (mais um amigo para vocês!) e me lembrei que era dia 24. Um mês sem notícias da Micaela…

E até hoje me pego querendo falar com ela, pois tem um tempo que não escuto sua voz, aí me lembro que ela está do outro lado do caminho, como diz lindamente o papai.

Esse mês foi de muitos acontecimentos com o nascimento do Léo e também de muitas lembranças… Vou contar para vocês como a Mamãe surgiu na minha vida…

Eu e a mamãe fizemos faculdade juntas e nos encontramos logo no primeiro dia de aula, procurando nossa sala. Ela foi a primeira pessoa que conheci, e vice versa, e nos tornamos muito amigas.

Era o ano 2000 e algumas de suas marcas inesquecíveis eram o cabelo impecável, as blusinhas rosa e um tamanco branco de salto de madeira! Por onde passava chamava atenção pela sua beleza, mas também pela simpatia. Mas não era só isso, desde sempre tentava auxiliar a todos… Eu, por exemplo, não tinha carro, voltava de ônibus da faculdade e ela me levou embora inúmeras vezes para casa, com seu Logus dourado. Todos os trabalhos em grupo eram com ela, as provas em dupla e os estágios, e assim fomos trilhando nossas vidas.

Me lembro de quando a mamãe conheceu o papai e começaram a namorar. Ela estava radiante com esse amor que estava acontecendo, logo ficaram noivos e eu pude ter uma participação mais que especial nesse relacionamento: fui madrinha do casamento deles!

Maria, você não faz ideia de como a mamãe ficou feliz quando soube que estava grávida de uma menina! Em nossas conversas, ela sempre falava que queria ter uma filha. Aí veio você, toda linda e delicada, e mamãe tomou a decisão de iria cuidar de você e não trabalhar mais. Eu sempre dizia a ela que deveria ter feito Pedagogia, por gostar tanto de criança. Nós fazíamos estágio juntas na APAE e as crianças eram apaixonadas por ela, pela sua paciência e sorriso. A própria experiência de ajudar nos cuidados com o Lucca, primo de vocês, a fez perceber sua habilidade com o público infantil. Então, era mais que esperado que ela iria curtir muito essa fase da vida! E depois veio o Francisco, novos desafios, sempre conversávamos das diferenças entre ter um menino e uma menina e como ela se sentia completa com a família!

Foram momentos inesquecíveis, podem acreditar! A mamãe sempre fará parte da minha vida, da etapa mais linda da minha vida, e fico muito feliz de ter feito parte da vida dela também!

Acreditem, a mamãe é muito especial e vocês são mais especiais ainda, pois são um pedacinho dela cheio de vida, de alegrias, nos mostrando que ela é assim, viva, colorida, sorridente…. O tempo jamais apagará nossa dor, mas hoje não vou chorar, só hoje…

Maria e Francisco, um grande beijo no coração de vocês, contém sempre com essa tia ;)