Cartas para Maria | Rafael Stein

Tem dias que são a mamãe.

A ausência se faz presente e de repente tudo o que era alegria vira uma dor sem fim.

Nestes dias, só vocês fazem sentido.

Tem dias que são a mamãe.

Mas tem sempre um outro dia.

Compartilhe