Quis o destino que fosse no dia 24 (nem um dia antes ou depois) e por um momento esquecemos que, nesta data, completaria dois meses que a mamãe “virou uma estrelinha“.

E sabe de uma coisa? Eu desconfio que a mamãe, em alguma das conversas com a Helena, tinha combinado a data com ela.

Vocês sabem o significado do nome Helena?

Helena:
Significa “a reluzente”, “a resplandecente”.

Helena é um nome feminino que teve origem com o grego Heléne, a partir de heláne, que significa “tocha”. O termo hélê quer dizer “raio de Sol”, fazendo com que o significado de Helena seja “a reluzente” ou “a resplandecente”.

Raio de sol

E assim como um raio de sol, às 7:29, Helena chegou para nos lembrar que tudo vai passar e que devemos celebrar a vida.

Neste dia acordamos cedo e ficamos aguardando a chegada de notícias da maternidade. Devido ao horário do parto, nenhum familiar pode acompanhar o nascimento no hospital e teríamos que aguardar o início do horário de visita previsto para às 9h. Eu havia combinado com o tio Gu que aguardaríamos notícias e, de acordo, com o andamento após o parto, decidiríamos qual o melhor horário para levar vocês.

Quando todos os telefones tocaram ao mesmo tempo, só podia ser mensagem do tio Gu. Um leve tumulto tomou conta da casa pois cada um de nós queria ser o primeiro a ver fotos da Helena.

 

Foi um final de semana muito difícil para o papai. Entrar na maternidade e reviver as lembranças do seu nascimento, filha, passar ao lado do quarto 410 onde ficamos, olhar para cada canto e ver na lembrança a imagem da mamãe.

Visita na maternidade

Conversando com o tio Gu e vendo a movimentação no sábado achamos melhor visitar a Helena no domingo ao final do dia. O difícil foi segurar a sua ansiedade, filha, e a empolgação do Francisco ao ver a sua alegria mesmo ainda sem entender a dimensão dos acontecimentos.

Alegria, felicidade e esperança

Não consegui segurar a emoção quando entramos no quarto da maternidade para conhecer a Helena. A lembrança das conversas que tive com a mamãe, em que ela ficou imaginando vocês brincando, milhões de histórias, situações e dizendo o quanto seria bom para vocês terem primos para conviver.

Me recordei do desejo dela de conhecer a Helena e foi inevitável olhar para os olhos azuis da Helena, da cor do céu, e não ver a mamãe neles, não imaginar as duas conversando como a mamãe disse que faria ao encontrá-la “no meio do caminho”.

Ao ver a alegria de vocês ao conhecer a Helena, ao ver você segurando ela pela primeira vez no seu colo com tanto cuidado e delicadeza, me acalmei. Fiquei no canto sentado, observando vocês dois, as suas reações e me peguei imaginando a mamãe ali com vocês e a felicidade dela. Por um momento acho que ela estava conosco. Ela vai sempre estar.

A chegada da Helena é mais que uma benção para nós. Eu continuo vendo a mamãe nos olhos azuis da Helena, toda a vez que eu a encontro. E ao olhar sinto a alegria, felicidade e esperança de que tudo vai passar e que devemos celebrar a vida.

Não vejo a hora em que a Helena cresça e conte tudo que a mamãe falou.