Máscaras de oxigênio cairão automaticamente

Leia ouvindo: Daniel – Main Title Theme

Se você não consegue respirar, você não vai conseguir ajudar ninguém. É simples. É fácil. Nem sempre é…

“Em caso de despressurização da cabine, máscaras de oxigênio cairão automaticamente. Puxe uma das máscaras, coloque-a sobre o nariz e a boca, ajustando o elástico em volta da cabeça e respire normalmente, depois auxilie a criança ao seu lado.”

Nestes últimos meses, não vi o tempo passar, fiquei imerso na rotina e no dever de cuidar das crianças. “Eu preciso cuidar dos meus filhos. Foram eles que perderam a mãe.”

Demorei para compreender o que, talvez, fosse óbvio e, humanamente, impossível … Não conseguiria fazer tudo sozinho.

Cobrado para “ser exemplo”, achei que, naquele momento, era minha obrigação me manter forte e cuidar das crianças para, depois, quem sabe, cuidar de mim. Ao tentar me manter forte por fora, fui desmoronando por dentro…

Precisei passar por cima da crença: “Se eu pensar primeiro em mim, serei egoísta. Ou pior, pensarão que sou egoísta”.

Pensei no futuro… para ser o homem e o pai que quero ser para meus filhos, preciso começar por mim. Vou puxar uma das máscaras, colocar sobre o nariz e a boca, voltar a respirar normalmente e, depois, auxiliar os meus filhos.

Estou reorganizando minha vida, tenho uma agenda, voltei a trabalhar em algo que acredito, novas prioridades! Comecei a meditar, fazer terapia, busquei por grupos de homens para discutir e aprender sobre masculinidade e paternidade… Estou aprendendo a dizer não, me reconectando com velhos amigos e criando novas conexões.

Não vou deixar de cuidar deles. Só não vou deixar de cuidar de mim. Estou fazendo o que posso com o que é importante.

E o melhor que eu posso fazer pelos meus filhos, agora, é cuidar de mim!

Compartilhe

About the Author: Rafael Stein

Rafael Stein é pai da Maria Clara e do Francisco, autor do cartasparamaria.com.br no qual escreve cartas e bilhetes para que seus filhos leiam no futuro, coautor do livro "Luto por perdas não legitimadas na atualidade", voluntário na Casa Paliativa, membro do projeto Luto do Homem.

Categorias

Mec

Posts Relacionados

One Comment

  1. Eliane de Almeida Bueno agosto 20, 2019 at 6:06 pm

    ola. sou Eliane,muito bonito vc conseguir superar a perda da sua esposa (ou pelo menos tentando)e cuidar dos filhos. Imagino que não deve ser fácil, mas tenha força e fé em Deus que vc consegue.
    Fui diagnosticada com câncer de mama em julho, tenho minha filha Laura e é por ela q vou fazer o tratamento e vou vencer se Deus quiser.

Comments are closed.